A edição desta sexta-feira (12/11), do jornal Estado de Minas, publicou uma matéria sobre o incêndio da Creche Gente Inocente, ocorrido no dia 5 de outubro de 2017, em Janaúba (MG). Na notícia, é apresentado o trabalho da Defensoria Pública em Janaúba que busca a indenizações às vítimas.

 

Quatro anos após o incêndio criminoso, que matou 14 pessoas e deixou mais de 40 feridos, os sobreviventes enfrentam problemas, como o esgotamento das doações, a insuficiência do auxílio para o tratamento e a falta de perspectiva de indenização. O defensor público Gustavo Dayrell, atuante na comarca de Janaúba, afirma que as famílias enfrentam uma situação preocupante, pois o dinheiro recebido por meio de doações está chegando ao fim. De acordo com o defensor, a Instituição tenta um acordo que contemple a efetiva reparação para as vítimas com o executivo municipal, o que pode levar muito tempo.

 

Clique aqui e confira parte 1 e parte 2 da reportagem.

Outras notícias